2018-8-20

NEGÓCIOS

Receitas da Lenovo crescem a dois dígitos no primeiro trimeste do FY 18/19

No primeiro trimestre do ano fiscal 2018/2019 da Lenovo as receitas cresceram 19% face ao mesmo período do ano passado, atingindo os 10.45 mil milhões de euros.

A Lenovo anunciou hoje os resultados referentes ao seu primeiro trimestre fiscal que terminou no dia 30 de junho de 2018. Pela segunda vez consecutiva, o fabricante  reportou um crescimento trimestral de dois dígitos e um aumento da rentabilidade em todas as unidades de negócio.       

O Grupo chegou aos 11,91 mil milhões de dólares (10.45 mil milhões de euros), valor que traduz um aumento de 19% comparativamente a 2017.

No último trimestre a Lenovo anunciou a criação do seu novo Intelligent Devices Group (IDG), que combina o Personal Computer and Smart Devices Group com o Mobile Business Group. Com esta estratégia, a Lenovo pretende impulsionar e capitalizar as tendências de crescimento globais, tanto na área do software como de serviços.

O IDG reportou um crescimento das receitas de 14%, face ao mesmo período do ano passado, somando 9,95 mil milhões de dólares (8.73 mil milhões de euros).

Durante o trimestre, o negócio de PC and Smart Devices (PCSD) teve um aumento das receitas de 19% face ao ano passado, com uma rentabilidade de 5%, segundo a Lenovo.

A Lenovo diz que o Mobile Business Group (MBG) “melhorou significativamente o seu desempenho durante o trimestre em análise”, sem revelar os resultados desta divisão. O MGB reduziu as suas despesas operacionais em mais de 100 milhões de dólares (87.75 milhões de euros) e no trimestre em questão e focou-se num portefólio de produtos mais refinado, com o lançamento do Moto G durante este trimestre.

Graças a um forte quarto trimestre, o Data Center Group (DCG) da Lenovo registou um novo recorde trimestral ao nível das receitas - 1,6 mil milhões de dólares – mais 67,8% que no mesmo trimestre do ano passado. Este foi o terceiro trimestre a registar um crescimento consecutivo das receitas na ordem dos dois dígitos. A receita recorde foi impulsionada pelo crescimento dos negócios de Software Defined Infrastructure, de High Performance Computing & A.I e de Hyperscale.

Os produtos software-defined da Lenovo, liderados pela marca ThinkAgile, registaram mais uma vez um crescimento de três dígitos. Foi ainda anunciada a nova ThinkAgile CP para a próxima geração de infraestrutura de cloud composta. O negócio Hyperscale também registou um crescimento de três dígitos, face ao ano passado. 

A infraestrutura tradicional manteve os bons resultados e as soluções de armazenamento flash continuam em terreno positivo com um crescimento anual de 42%.

De olhos postos no futuro, o Capital and Incubator Group (LCIG) da Lenovo continua a investir e a criar a próxima geração de recursos de TI do Grupo nas área da AI, IoT, Big Data e VR/AR, em distintos setores de atividade, como produção, cuidados de saúde e transportes.

 

Recomendado pelos leitores

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”
NEGÓCIOS

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”

LER MAIS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros
NEGÓCIOS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros

LER MAIS

Xerox faz proposta de aquisição pela HP
NEGÓCIOS

Xerox faz proposta de aquisição pela HP

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 62 NOVEMBRO 2019

IT CHANNEL Nº 62 NOVEMBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.