2020-11-09

NEGÓCIOS

Huawei contribuiu com mais de 16 mil milhões para PIB europeu

Um relatório da Oxford Economics indica que, durante o ano de 2019, a Huawei apoiou a criação de mais de 220 mil empregos na Europa e contribuiu com 16,4 mil milhões de euros para o PIB europeu durante o mesmo ano

Foi divulgado o relatório desenvolvido pela Oxford Economics, o qual diagnostica e avalia o impacto económico da Huawei na Europa em 2019. De acordo com este trabalho, agora tornado público, a Huawei contribuiu com 16,4 mil milhões de euros para o PIB europeu e contribuiu para a criação de 224.300 empregos ao longo do ano passado. Já no âmbito de receitas fiscais que entraram para os cofres dos estados durante esse mesmo período, a Huawei gerou um total consolidado de 6,6 mil milhões de euros.

A Huawei também desempenhou um papel ativo em Investigação & Desenvolvimento (I&D) em toda a Europa. O Painel de Avaliação de Investimentos Industriais da UE de 2019 classificou a Huawei como o quinto maior investidor em I&D a nível mundial, enquanto o European Patent Office confirmou a liderança da Huawei no seu ranking de pedidos de patentes em 2019. "O investimento em Investigação & Desenvolvimento - como o realizado pela Huawei - é crucial para um aumento geral das capacidades produtivas na economia europeia", disse Pete Collings, Director da área de Economic Impact Consulting para a Europa e Médio Oriente da Oxford Economics.

Face à avaliação efetuada pela Oxford Economics quanto ao papel da Huawei no desenvolvimento da Economia europeia, Abraham Liu, representante máximo da Huawei junto das instituições da União Europeia, fez questão de referir que, em 2019, as operações da Huawei “geraram uma contribuição direta de 2,8 mil milhões de euros para o PIB europeu, um crescimento médio anual de 11,4% nos últimos cinco anos”. Nesse sentido, acrescentou Abraham Liu, “mesmo tendo em conta o ano não convencional que estamos a atravessar, a Huawei garantiu operações de rede estáveis e seguras para ajudar as pessoas a trabalhar e beneficiarem de formação online”, ainda dizendo que a Huawei “opera na Europa há 20 anos e tem trabalhado muito para a sua total integração com as comunidades locais, no intuito de promover, em conjunto, o desenvolvimento da indústria”.

“No futuro, continuaremos a trabalhar com os nossos parceiros para abraçar novos desafios e criar mais valor", esclareceu o representante máximo da Huawei junto das instituições da União Europeia.

Recomendado pelos leitores

Confinamento: TIC escapam ao lockdown - Atualizado
NEGÓCIOS

Confinamento: TIC escapam ao lockdown - Atualizado

LER MAIS

Pontual cria roadmap de transformação digital para apoiar escritório de contabilidade
NEGÓCIOS

Pontual cria roadmap de transformação digital para apoiar escritório de contabilidade

LER MAIS

Quidgest vai formar 250 pessoas em engenharia de software
NEGÓCIOS

Quidgest vai formar 250 pessoas em engenharia de software

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 73 DEZEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 73 DEZEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.