2021-10-13

NEGÓCIOS

Crescimento do mercado global de PC abranda no terceiro trimestre

O mercado global de PC assistiu a uma queda no crescimento anual para 5% no terceiro trimestre de 2021, fixando-se em 84,1 milhões de unidades

Após cinco trimestres de crescimento de dois dígitos, o mercado global de PC assistiu a uma queda no crescimento anual para 5% no terceiro trimestre de 2021. Os envios de desktops e cadernos, incluindo workstations, fixaram-se em 84,1 milhões de unidades e apesar da redução do crescimento, os volumes mantêm-se a um nível notavelmente elevado. 

Como resultado, o mercado de PC sofreu um CAGR de dois anos de 9% a partir do terceiro trimestre de 2019. Mesmo com a elevada procura, o negócio do PC sofreu uma série de golpes, tornando extremamente difícil facilitar a oferta. "A disrupção na cadeia global de fornecimento e da rede logística continua a ser o principal inibidor de um maior crescimento no mercado de PC", disse Ishan Dutt, Analista Sénior da  Canalys. Os fornecedores e os Parceiros de Canal continuam a ter dificuldades em cumprir as encomendas, pelo que os atrasos persistem. 

"Mais de um ano depois do início da pandemia, o fabrico continua a ser dificultado por bloqueios e outras restrições relacionadas com a COVID-19, particularmente na Ásia. Isto foi agravado por uma desaceleração maciça do transporte global, com os preços do transporte de mercadorias e os tempos de atraso a dispararem à medida que algumas indústrias competem para satisfazer a demanda incumprida”, completa o analista. 

Os notebooks e mobile workstations cresceram 3% em relação ao período homólogo, atingindo 67,4 milhões de unidades, enquanto os envios de desktops e desktop workstations subiram 12% para 16,6 milhões de unidades. Ishan Dutt acrescenta: “o défice de oferta de PC deverá durar até 2022, com o período de férias deste ano a ver uma parte significativa das encomendas não cumpridas. Os fornecedores capazes de gerir este período de agitação operacional, diversificando a produção e distribuição e tendo uma melhor visibilidade das ordens para priorizar a alocação de dispositivos, estarão equipados para contornar a tempestade”.

Vendas Mundiais de destkops, notebooks e workstations (quota de mercado e crescimento anual) - Q3 2021

Fabricante Vendas Q3 2021 Quota de Mercado Q3 2021 Vendas Q3 2020 Quota de Mercado Q3 2020 Crescimento Anual
Lenovo 19.773 23,5% 19.291 24,1% +2,5%
HP 17.597 20,9% 18.660 23,3% -5,7%
Dell 15.185 18,1% 11.989 15,0% +26,7%
Apple 7.824 9,3% 6.842 8,5% +14,4%
Acer 6.076 7,2% 5.748 7,2% +5,7%
Outros 17.627 21,0% 17.634 22,0% 0,0%
Total 84.082 100% 80.163 100% +4,9%

Nota: Unidades das vendas em milhares. A soma das percentagens pode não dar 100% por causa de arredondamentos.
Fonte: Canalys PC Analysis (sell-in shipments), Outubro de 2021

 

Dos cinco principais fornecedores de PC, todos, menos um, continuam a crescer. A Lenovo lidera o mercado com 19,8 milhões de unidades expedidas, para um aumento de 2,5% em relação ao ano anterior. A HP manteve a segunda posição, mas sofreu uma queda de 5,7%, com a queda nos envios de Chromebook para os EUA a desempenhar um papel significativo na queda. Contudo, a Dell, terceira classificada, foi a grande vencedora pelo que registou o maior crescimento em 26,7%, com mais de 15 milhões de unidades expedidas e um ganho de quota de mercado superior a 3% anualmente. A Apple e a Acer completam o top 5 com um crescimento estável de 14,4% e 5,7%, respetivamente, com a primeira a subir a quota de mercado.

Apesar do acentuado abrandamento no último trimestre em alguns segmentos, Rushabh Doshi, Diretor de Investigação da Canalys, considera que “existem novas oportunidades". Continua: “os modelos de trabalho híbridos serão uma parte importante do novo normal pós-COVID-19 e exigirão que os fornecedores de PC melhorem os portfólios e as estratégias de mercado, à medida que processadores mais rápidos, melhores câmaras e a conectividade anytime-anywhere tomam  o centro do palco. As PME e as Empresas também deverão concentrar-se na facilidade de aquisição, segurança e gestão de dispositivos, à medida que se movem para sustentar estas novas políticas a longo prazo. Além disso, espera-se que a procura de PC seja robusta por parte dos PME, uma vez que várias indústrias correm para compensar o tempo perdido, e os gastos dos consumidores mudam para categorias que, de outra forma, foram restringidas durante o bloqueio, principalmente o turismo e as viagens".

Em termos geográficos, a LATAM, a EMEA e a Ásia-Pacífico (excluindo o Japão) registaram um forte crescimento anual de 17%, 16% e 13%, respectivamente. A América do Norte (EUA e Canadá) assistiram a uma queda nos envios totais em mais de 9% anualmente. O Japão registou o declínio mais acentuado, numa queda de perto de 30%. 

Recomendado pelos leitores

PHC lança oficialmente PHC GO
NEGÓCIOS

PHC lança oficialmente PHC GO

LER MAIS

Modelo de trabalho flexível é sinónimo de mobilidade, segurança e produtividade
NEGÓCIOS

Modelo de trabalho flexível é sinónimo de mobilidade, segurança e produtividade

LER MAIS

Claranet Portugal adquire nova empresa nacional
NEGÓCIOS

Claranet Portugal adquire nova empresa nacional

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.