2018-7-06

NEGÓCIOS

Claranet reforça oferta de serviços de cibersegurança com aquisição da NotSoSecure

Numa clara aposta na melhoria da sua oferta de serviços de cibersegurança, a Claranet adquiriu a NotSoSecure, após ter, em 2017, procedido à compra da britânica SEC-1 e à inauguração do seu novo SOC (Security Operations Centre), em Portugal, em março passado

A NotSoSecure é especialista em testes de penetração em redes, web e aplicações móveis e é um dos maiores fornecedores de formação ética de hackers nas mundialmente aclamadas conferências Black Hat, trazendo um nível de especialização altamente respeitado à indústria da cibersegurança. Sedeada em Cambridge, no Reino Unido, a empresa tem escritórios em São Francisco e na Índia, e presta apoio a clientes em todo o mundo.

“A aquisição da NotSoSecure faz parte da nossa visão para melhorarmos ainda mais os serviços de segurança e experiência que queremos oferecer aos nossos clientes, bem como uma forma de acedermos a mercados globais como os Estados Unidos e a Austrália. A NotSoSecure tem um histórico fantástico e uma excelente reputação a nível mundial, potenciados pelo seu papel líder na formação altamente especializada em conferências Black Hat. Estamos, por isso mesmo, muito confiantes de que trazer esta empresa para o Grupo Claranet trará um benefício enorme aos nossos clientes”, refere Charles Nasser, fundador e CEO da Claranet.

A NotSoSecure trabalha com um leque de empresas e organizações diversificado, no qual se incluem agências governamentais, empresas listadas no FTSE 250 e na Fortune 500. A empresa está focada no crescimento do seu negócio nos Estados Unidos e, com o apoio da Claranet, pretende não só fortalecer a sua presença nesse mercado, como expandir também à Austrália e Ásia.

Dan Haagman e Sumit (Sid) Siddharth, fundadores da NotSoSecure, mantêm-se na empresa para apoiarem estas ambições de expansão internacional, continuando a ter um papel fundamental à medida que, nos próximos anos, a Claranet aprofundar o desenvolvimento de serviços de cibersegurança.

“Desde que lançámos o negócio que o risco de ciberataques para as organizações cresceu exponencialmente, em todo o mundo. Contudo, este aumento não foi acompanhado por um aumento de formação e conhecimento, o que se traduz numa carência severa de capacidade em cibersegurança a nível mundial. A forte presença que temos nas conferências Black Hat, entre outras conferências de renome, significa que grande parte dos negócios que ganhamos nos Estados Unidos deve-se ao ‘passa palavra’, mas estamos ainda muito longe do que podemos vir a alcançar. Com o apoio e a experiência da Claranet na expansão para novos territórios, estamos numa posição fortalecida para desenvolvermos o nosso portfolio de serviços e ganharmos quota de mercado numa indústria em desenvolvimento e rápido crescimento”, afirma Sumit (Sid) Siddharth, co-fundador e CTO da NotSoSecure.

Recomendado pelos leitores

CUF confia infraestrutura à NextBITT
NEGÓCIOS

CUF confia infraestrutura à NextBITT

LER MAIS

IBM compra Red Hat por 34 mil milhões de dólares
NEGÓCIOS

IBM compra Red Hat por 34 mil milhões de dólares

LER MAIS

Dicas para brilhar numa entrevista de emprego
NEGÓCIOS

Dicas para brilhar numa entrevista de emprego

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 52 Novembro 2018

IT CHANNEL Nº 52 Novembro 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.