Camila Vidal em 2019-10-03

NEGÓCIOS

Parceiro do Mês

Algardata quer saber “separar o que é moda do que é negócio”

Com uma história de quase 30 anos, a Algardata começou por querer ser líder no Algarve, mas já está presente alémfronteiras. Vera Henriques, diretora de Marketing da Algardata, revela a evolução da história deste Parceiro dedicado às tecnologias de informação e comunicação

“Desde a nossa génese em 1990”, diz Vera Henriques, que a Algardata procura “satisfazer as necessidades, objetivos e pretensões de sucesso dos nossos clientes e Parceiros”. A empresa, de cariz B2B, conta hoje com cem colaboradores e funciona nos ramos de Suporte Infraestruturas IT, Venda e Implementação de Software, Integração de Sistemas Informáticos, Assistência Técnica, Apps e plataformas digitais, Soluções na Cloud, Comunicação e Marketing, e Digital Signage.

De entre as soluções oferecidas pela Algardata, empresas como a Sage, Primavera ou Microsoft entram num portfólio de mais de 20 fabricantes.

A premissa da empresa algarvia é simples: “a tecnologia é hoje determinante para o nível de competitividade das empresas”. Segundo A Diretora de Marketing, a Algardata “está sempre a bordo do comboio das tendências e evoluções tecnológicas” e é “este sentido de inovação que nos tem permitindo sermos pioneiros na implementação de muitas soluções específicas para mercados, segmentos e indústrias”.

Vera Henriques divide a razão do sucesso em três fatores principais: “Conhecimento, Dedicação e Lealdade”.

Do lado do conhecimento, a aposta está na criação “e renovação de competências” e contornar o desafio de “encontrar a solução tecnológica mais adequada para cada situação, o que em muitas circunstâncias significa pensá-la e desenvolvê-la de raiz, em conjunto com os nossos Parceiros”. É aí que o conhecimento e aptidão são valores chave para o desenvolvimento de uma solução que compreenda “as características únicas e o que realmente é importante numa empresa”. A Algardata chama a este processo “arquitetar o futuro”.

Presença e expansão

Presente nos setores da hotelaria, turismo, retalho, organizações públicas, saúde, educação, construção e serviços, logística e distribuição, bem como em PME, a Algardata acredita que o “objetivo de ser líder da inovação no Algarve impulsionou a forte presença nacional conquistadas nas últimas décadas”.

A expansão internacional também aconteceu e, afirma Vera Henriques, “tem-se revelado uma consequência natural da universalidade das boas soluções”. São oito países onde a Algardata está presente e não se espera “parar por aqui”: Espanha, Reino Unido, Angola, Cabo Verde, Dubai, Brasil, Argentina e Equador.

Com certificações e relações “nalguns casos de décadas” com os fabricantes “mais relevantes do mercado, como a Microsoft a Primavera BSS, a Cisco, Watchguard, HP e HPE, Storagecraft e a VMware”, a empresa diz posicionar-se no mercado “como um fornecedor de soluções tecnológicas que se diferenciam pela qualidade, eficácia e robustez”.

As Smart Cities são a tendência emergente a que a Algardata procura, nesta fase, dar resposta. “Estamos particularmente focados no desenvolvimento e integração de soluções para Smart Cities, através da nossa marca CIVI”. A aposta é forte também no setor da hotelaria, em que estão a ser feitos esforços no sentido de “criar um produto inovador, um conjunto de soluções que acreditamos que vai mudar todo o panorama da gestão operacional e de produtividade nos hotéis”, avança Vera Henriques, ainda sem revelar detalhes sobre que soluções poderão entrar no portfólio da Algardata nos próximos tempos.

O futuro e as tendências tecnológicas

“Olhamos para o futuro com expectativas redobradas, conscientes de que estamos no início de uma nova revolução tecnológica, a era da Experiência”. A responsável atesta a importância do “surgimento de novos paradigmas tecnológicos, como a Inteligência Artificial, a tecnologia blockchain ou a Computação Quântica”. Elementos estes que, estão “seguros”, virão “transformar mais uma vez o quadro tecnológico empresarial, de todos os pontos de vista”.

A Algardata procura fazer parte do novo ecossistema emergente, e assim “acompanhar estas tendências de perto, procurando identificar as verdadeiras oportunidades para os nossos clientes, fazendo o exercício de separar o que é moda do que é negócio”.

Recomendado pelos leitores

Schneider Electric estabelece Parceria com a Brinc
NEGÓCIOS

Schneider Electric estabelece Parceria com a Brinc

LER MAIS

Primavera distingue Parceiros do ano
NEGÓCIOS

Primavera distingue Parceiros do ano

LER MAIS

Gfi compra i2S para crescer no setor dos seguros
NEGÓCIOS

Gfi compra i2S para crescer no setor dos seguros

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 61 OUTUBRO 2019

IT CHANNEL Nº 61 OUTUBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.