2020-8-05

NEGÓCIOS

61,7% das empresas europeias apostam em IA

Até 2022, 32,5% das organizações pretendem começar a trabalhar com a inteligência artificial, enquanto 18,1% esperam usá-la em diferentes áreas

Com uma sociedade mais digital, cresce a necessidade de implementar projetos de Inteligência Artificial (IA). Isto é demonstrado pelo estudo "Inteligência Artificial na Europa" da Interxion que mostra que dois terços das empresas (61,7%) estão atualmente a avaliar ou a utilizar IA. Além disso, embora a estratégia de infraestrutura da IA varie de indústria para indústria, é fundamental para as empresas otimizar os seus ambientes para implementações mais eficientes.

As empresas já têm diversos detalhes sobre o roteiro para implementações de IA nos próximos dois anos. Até 2022, 32,5% das organizações pretendem começar a trabalhar com a IA, enquanto 18,1% esperam usá-la em diferentes áreas. 31,1% esperam testar IA nas suas empresas.

"Ao automatizar processos, ao fornecer novas ideias estratégicas, acelerar a inovação e melhorar a experiência do cliente, a IA começou a revolucionar os mercados europeus e as empresas europeias estão a começar a abraçar esta realidade. À medida que a utilização da IA se generalizar, será crucial para o sucesso futuro garantir a evolução das infraestruturas para apoiar adequadamente as aplicações", afirma Giuliano Di Vitantonio, Diretor de Marketing e Estratégia da Interxion.

O inquérito revela ainda que os requisitos de infraestrutura para a implantação da IA diferem de setor para setor. Por exemplo, na Europa as empresas dos sectores financeiro, energético e de saúde estão a concentrar-se muito mais em soluções internas ou através de fornecedores locais (40,6%), enquanto a indústria transformadora opta por grandes fornecedores públicos de cloud (41,6%).

Embora o foco varie em todos os setores, a otimização das infraestruturas é fundamental. Os gestores de IT estão à procura de soluções de infraestrutura que os ajudem a superar os desafios que enfrentam, tais como custos incalculáveis, equipamentos de IT otimizados pela IA e recursos humanos experientes. Os centros de dados de colocação, como o da Interxion, dão às empresas a capacidade de gerir os custos, ao mesmo tempo que fornecem infraestruturas robustas para implementar IA em escala.

"Para ter as quantidades de poder de processamento necessárias para modelos de computação e aprendizagem, as empresas que pretendem escalar para a IA precisam de centros de dados de última geração com elevada densidade de computação, além de potência e capacidade de arrefecimento. A maioria das empresas de hoje não é capaz de construir estas instalações ou a sua própria cloud pública", explica Di Vitantonio.

"Para compensar esta falta de recursos, as organizações podem alavancar centros de dados de co-posição como o da Interxion, com conhecimentos de IA para ajudá-los a colmatar essas distâncias", conclui.

Recomendado pelos leitores

PRIMAVERA lança novas soluções para apoiar e-Commerce das organizações
NEGÓCIOS

PRIMAVERA lança novas soluções para apoiar e-Commerce das organizações

LER MAIS

O Futuro do Trabalho - Um novo imperativo de negócios
NEGÓCIOS

O Futuro do Trabalho - Um novo imperativo de negócios

LER MAIS

Depois da pandemia, os decisores preparam-se para o workplace do futuro
NEGÓCIOS

Depois da pandemia, os decisores preparam-se para o workplace do futuro

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.