2018-1-12

NEGÓCIOS

2017, o ano em que o mercado de PCs estabilizou

O ano de 2017 foi o mais estável para o mercado de PCs desde 2011, impulsionado pelas renovações no segmento empresarial. Novos formatos (premium e ultrafinos) e mobilidade têm maior procura por parte dos utilizadores, segundo dados da IDC.

Segundo dados da IDC, no quarto trimestre do ano passado as vendas de PCs (desktops, portáteis e workstations) aumentaram 0,7%, com 70,6 milhões de unidades comercializadas, resultado positivo face à queda de 1,7% que estava prevista. O ano de 2017 foi o mais estável para o mercado de PCs desde 2011, impulsionado pelas renovações no segmento empresarial e um aumento ligeiro da procura no segmento doméstico — o ano encerrou com um volume anual de 259,5 milhões de unidades vendidas, uma diminuição de 0,2%.

Outro fator que deu um estímulo positivo às vendas foi a escassez de componentes elementares, como o SSD, dado que os principais fabricantes procuraram antecipar-se aos aumentos dos preços aumentando os pedidos.

A indústria também voltou atenções para os PCs, como resposta à contração nas vendas dos tablets, mudando a sua oferta de modo a dar resposta à procura dos utilizadores por dispositivos premium, ultrafinos, convertíveis e de gaming.

“Atraídos por uma gama cada vez maior de produtos que prometem uma larga duração da bateria e uma alta portabilidade, e que abordam casos de uso emergentes que exigem mais capacidade de processamento, os consumidores estão a considerar seriamente estes renovados dispositivos. De qualquer modo, o mercado continua a enfrentar desafios”.   

Na EMEA, o mercado fortaleceu-se graças ao crescimento dos notebooks, fruto de uma aceleração da adoção da mobilidade. A IDC diz ainda que a aproximação do deadline do RGPD (Regulamento Geral de Proteção de Dados), na Europa, e as várias notícias de violações de dados tornaram a segurança numa das principais prioridades no ciclo de renovação de hardware entre as empresas.

 Do lado dos fabricantes, a HP ampliou a sua liderança, com um aumento das vendas de 8,3%, crescendo positivamente pelo sétimo trimestre consecutivo, detendo uma quota de mercado de 23,5%. Segue-se a Lenovo, com 22,2% e a Dell, com 15,7%. Apple e Asus encerram o ranking, com 8,2% e 6,4%, respetivamente

 

TAGS

mercado PC IDC

Recomendado pelos leitores

A importância do Plano de Comunicação
NEGÓCIOS

A importância do Plano de Comunicação

LER MAIS

Vendas de PCs em Portugal cresceram 6% em 2017
NEGÓCIOS

Vendas de PCs em Portugal cresceram 6% em 2017

LER MAIS

Sage reforça estratégia
NEGÓCIOS

Sage reforça estratégia "partner first" para o segmento de enterprise

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 48 Junho 2018

IT CHANNEL Nº 48 Junho 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.