2017-11-27

EVENTOS

Sage Sessions debatem oportunidades da Indústria 4.0

No passado dia 23 de novembro, Portugal recebeu pela primeira vez as Sage Sessions. O evento, que acolheu mais de 700 participantes, entre clientes e Parceiros, debateu o impacto da Indústria 4.0 e que oportunidades esta traz para os negócios

Josep María Raventós, country manager da empresa em Portugal

O Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, foi o local escolhido para acolher as primeiras Sage Sessions realizadas em Portugal. Durante uma tarde onde não faltaram testemunhos inspiradores de diversas figuras ligadas ao negócio digital, o principal objetivo da Sage foi demonstrar aos clientes e Parceiros de que forma as suas tecnologias se ajustam ao tecido empresarial português.

Atualmente com mais de 50 mil clientes em Portugal e uma rede de Parceiros superior de 1200 empresas, a principal missão da Sage é “acompanhar os clientes na sua criação e durante o seu desenvolvimento”, revelou Josep María Raventós, country manager da empresa em Portugal. Nesse sentido, este ano o fabricante lançou três novas soluções, Sage 50C, Sage 100C e Sage for Accountants, que visam adaptar-se às atuais e futuras necessidades dos clientes Sage.

“Focamo-nos em todos os segmentos de mercado”, revelou durante a abertura do Sage Sessions, o mais importante evento mundial do fabricante e que representa uma clara aposta no mercado português e no incremento do seu ecossistema de Parceiros.

O Office 365, que está integrado nas novas soluções da Sage (50c, 100c e Accountants), também esteve em destaque, com Pedro Reis, responsável pela Unidade de Negócio de Produtividade e Colaboração da Microsoft Portugal, a sublinhar as suas mais-valias do ponto de vista da mobilidade.

A quarta revolução industrial, ou indústria 4.0, foi a grande protagonista destas primeiras Sage Sessions. A tecnologia tem um papel fundamental na transformação digital das empresas, mas estas só serão verdadeiramente competitivas se colocarem esta transformação ao serviço de novos modelos de negócio. João Vasconcelos, ex-secretário da indústria, sublinhou que, mais do que apostar na tecnologia e ficar à espera que esta, por si mesma, seja disruptiva e leve as organizações para o patamar seguinte, é importante olhar para a cultura empresarial e adaptar os modelos de negócio às exigências do mercado e dos seus intervenientes.

Esta mensagem foi também transmitida por Cristina Ferreira, apresentadora de televisão e empresária, que frisou que os decisores das empresas “não podem ter medo de arriscar” e de embarcar em novas experiências digitais. Também Rudolf Gruner, diretor-geral do observador, Alice Santos, diretora de recursos humanos da Calzedonia e Sara do Ó, CEO/partner do Grupo Your, transmitiram a necessidade de as empresas encararem o digital como um forte aliado à otimização dos negócios e de uma melhor comunicação com os clientes.

 

Na edição de dezembro o IT Channel publica uma reportagem sobre as Sage Sessions.

Recomendado pelos leitores

Exclusive Networks celebra dez anos em Portugal com promessa de mais inovação
EVENTOS

Exclusive Networks celebra dez anos em Portugal com promessa de mais inovação

LER MAIS

Epson prepara novidades para a ISE 2018
EVENTOS

Epson prepara novidades para a ISE 2018

LER MAIS

Canalys: estratégia HP focada no PCaaS
EVENTOS

Canalys: estratégia HP focada no PCaaS

LER MAIS

IT CHANNEL Nº43 Dezembro de 2017

IT CHANNEL Nº43 Dezembro de 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES