2017-12-21

SEGURANÇA

Ciberameaças em 2018: hackers vão recorrer à inteligência artificial

A IBM Security prevê que em 2018 os cibercriminosos recorram a inteligência artificial (IA) para dotar os ciberataques de maior sofisticação.

São cinco as tendências que a IBM elegeu para 2018, encabeçadas pela inteligência artificial (IA). A big blue prevê um aumento de ciberataques baseados em IA, uma vez que os hackers começam a usar algoritmos de machine learning para falsificar comportamentos humanos. A segurança online vai necessitar de ajustar as suas próprias ferramentas de IA para combater melhor as ameaças emergentes.

A segunda previsão aponta África emerge como o novo alvo para ciberataques: com o aumento da adoção e utilização da tecnologia e o crescimento da economia, o continente Africano apresenta-se como o alvo preferencial de potenciais novos eventos cibernéticos com grande impacto. Em 2018, África emergirá como um novo palco para estas ameaças digitais – seja porque os ataques têm como alvo as empresas locais, ou porque será o continente de origem para muitos destes eventos.

A IBM diz, em terceiro lugar, que os dados dos 2.208.973.170 registos roubados em 2017 serão usados numa escala nunca antes vista. A legislação para travar a utilização de dados roubados tenderá a procurar incentivar as empresas e outros organismos a reduzir o uso de identificadores como números de Segurança Social.

O ransomware surge em quarto lugar, e começará a bloquear dispositivos de IoT. Os resgates tenderá a será menor à medida que os hackers se movam para um jogo de volume e encontrem um preço de referência que seja menor do que o custo de "comprar um novo" para os utilizadores. Grandes organizações que utilizam câmaras de segurança, DVRs e sensores de IoT serão especialmente impactadas.

No ano de 2018 a IBM diz que assistiremos às principais empresas a demonstrarem uma resposta rápida e adequada a uma violação de dados em larga escala, incluindo comunicações efetivas para informar as partes interessadas, dentro e fora do negócio, desse impacto, muito devido ao cumprimento obrigatório do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, em maio de 2018.

Recomendado pelos leitores

Garmin confirma que foi vítima de ciberataque
SEGURANÇA

Garmin confirma que foi vítima de ciberataque

LER MAIS

Erro humano está ligado a 60% das falhas de segurança
SEGURANÇA

Erro humano está ligado a 60% das falhas de segurança

LER MAIS

Serviços de VPN com fuga de dados de mais de 20 milhões de utilizadores
SEGURANÇA

Serviços de VPN com fuga de dados de mais de 20 milhões de utilizadores

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 69 JULHO 2020

IT CHANNEL Nº 69 JULHO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.