2022-5-02

NEGÓCIOS

Gastos mundiais em infraestruturas cloud aumentam 34% em 2022

No primeiro trimestre de 2021, os gastos aumentaram para 55,9 mil milhões de dólares

Os gastos mundiais em infraestruturas cloud aumentaram 34% para 55,9 mil milhões de dólares no primeiro trimestre de 2022, com as organizações a priorizarem as estratégias de digitalização para enfrentar os desafios do mercado. Os dados da Canalys estimam que os gastos foram superiores em dois mil milhões de dólares em relação ao trimestre anterior e em 14 mil milhões relação ao primeiro trimestre de 2021. 

Adicionalmente, a Canalys indica que os três principais prestadores de serviços cloud beneficiaram do aumento da adoção e da escala, crescendo, de forma coletiva, 42% anualmente e representando 62% dos gastos globais de clientes.

"A cloud continuou a ser um mercado quente e as estratégias de transformação estão a enfatizar a resiliência digital para enfrentar os desafios do mercado de hoje e de amanhã", disse Blake Murray, research analyst da Canalys. "Para serem eficazes no planeamento da resiliência, os clientes estão a recorrer a Parceiros de Canal com competências técnicas e de consultoria para os ajudar a abraçar de forma eficaz os serviços cloud hiperescala". 

A Canalys nota que os principais Parceiros de cloud estão a duplicar os esforços de certificação e o recrutamento de competências em torno dos serviços de cloud hiperescala e integradores globais de sistemas estão a construir práticas com dezenas de milhares de engenheiros e consultores de cloud. Isto incluiu, também, aquisições de especialistas em development de aplicações na cloud e migração, bem como o lançamento de novas marcas dedicadas de serviços na cloud. Consultores mais pequenos, revendedores, prestadores de serviços e distribuidores estão a seguir estratégias semelhantes.

"À medida que os casos de uso de serviços de infraestruturas cloud aumentam, a potencial complexidade também, e vemos que as implementações de multicloud e cloud híbrida são comuns no mercado", reflete Yi Zhang, research analyst da Canalys Research. "Os hyperscalers estão a investir no desenvolvimento rápido do Canal e os Parceiros estão a responder à medida que as oportunidades crescem”.

A AWS foi a principal fornecedora de serviços cloud no primeiro trimestre de 2022, representando 33% do total de gastos. Já o Microsoft Azure foi o segundo maior fornecedor de serviços cloud no primeiro trimestre, crescendo 46% para obter uma quota de mercado de 21%. O Google Cloud foi o que mais cresceu entre os três primeiros, tendo aumentado 54% no último trimestre, para representar 8% do mercado.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Investimento em infraestrutura cloud ultrapassaram os 73 mil milhões em 2021
CLOUD

Investimento em infraestrutura cloud ultrapassaram os 73 mil milhões em 2021

LER MAIS

Estudo revela falhas na adoção de cloud em Portugal
CLOUD

Estudo revela falhas na adoção de cloud em Portugal

LER MAIS

Vendas de software e hardware para data center crescem graças à cloud
NEGÓCIOS

Vendas de software e hardware para data center crescem graças à cloud

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

Konica Minolta lança Programa de Canal para área de impressão industrial
NEGÓCIOS

Konica Minolta lança Programa de Canal para área de impressão industrial

LER MAIS

TP-Link promove dois eventos para os Parceiros nacionais
NEGÓCIOS

TP-Link promove dois eventos para os Parceiros nacionais

LER MAIS

Porque é que a proteção de dados tem que fazer parte do seu plano de Zero-Trust
NEGÓCIOS

Porque é que a proteção de dados tem que fazer parte do seu plano de Zero-Trust

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 88 JUNHO 2022

IT CHANNEL Nº 88 JUNHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.