Diana Ribeiro Santos em 2022-4-14

ENTREVISTA

Tem A Palavra

“Quando os nossos clientes crescem, nós crescemos”

Na edição do mês de abril, o IT Channel dá a palavra a Héctor Sainz de Diego, CEO da Esprinet Portugal, que abordou temas como a integração da GTI no grupo através da marca V-Valley, o crescimento do grupo e a relação com os Parceiros e clientes

A Esprinet Portugal teve, nos primeiros, anos um crescimento em linha com o mercado, mas, em 2020, mesmo sem consolidar a GTI, teve um crescimento muito acima dos seus pares. Em 2021 continuou a contratar equipa. A que se deve esse crescimento?

Este crescimento é o resultado do investimento e da ênfase do Grupo Esprinet dados ao mercado português nos últimos anos.

Em primeiro lugar, seguindo a estratégia de orientação ao cliente definida no nosso programa Together is Better, investimos na melhoria do nosso serviço ao cliente, o que nos permite, agora, oferecer um serviço competitivo e de qualidade a todos os nossos clientes. No seguimento desta linha, gostaríamos de salientar que contamos com instalações logísticas e de armazenamento na Azambuja há mais de dois anos, o que nos permite oferecer um serviço de entrega em 24 horas com uma total cobertura nacional.

Em segundo lugar, formou-se uma equipa portuguesa muito qualificada e com elevada experiência, o que nos aporta um grande conhecimento do mercado e proximidade com os nossos clientes e fabricantes.

Em terceiro lugar, a força financeira do Grupo garante-nos os recursos necessários para financiar as operações dos nossos clientes e para podermos financiar o forte crescimento que temos mantido ao longo dos últimos três anos. Finalmente, a atividade e os acordos que o Grupo tem noutros países permitem-nos oferecer novos produtos e serviços aos nossos clientes.

Em resumo, possuímos uma carteira de produtos e uma oferta de serviços muito interessante e competitiva, que permite aos nossos Parceiros comerciais aceder a novas oportunidades de negócio e aos nossos diferentes serviços para os ajudar a crescer mais, a cada dia. Quando os nossos clientes crescem, nós crescemos.

O que representa, para a Esprinet Portugal, a integração da GTI no grupo, através da marca V-Valley?

A V-Valley é o distribuidor especializado do Grupo Esprinet para soluções avançadas. É aqui que colocamos os recursos e o pessoal técnico e comercial especializado nas categorias principais: data center, networking, cloud, cybersecurity, software, auto ID, UCC, IoT, surveillance. Tanto os contratos com os fabricantes, as excelentes equipas humanas, como a rede de Parceiros da antiga GTI foram integrados no ano passado no V-Valley Portugal, onde continuamos a desenvolver o negócio, com taxas de crescimento superiores a 50%.

A V-Valley opera autonomamente da Esprinet? É esperada uma maior integração ou manter a área transacional focada em hardware da área de valor acrescentado e serviços?

Operamos de forma coordenada entre todas as áreas do grupo Esprinet, mas na V-Valley é necessário manter, ao mesmo tempo, o foco no desenvolvimento das atividades que compõem as advanced solutions. E obviamente, como qualquer outra área, têm a independência de gestão para poderem adaptar-se rapidamente às necessidades tanto dos fabricantes como dos nossos Parceiros, de forma a poder oferecer um serviço world class.

Os serviços prestados pela V-Valley requerem também capacidades e recursos diferentes do negócio tradicional do distribuidor “broadline”, tais como a necessidade de pessoal técnico altamente especializado e certificado para a implementação de tecnologias complexas, bem como um modelo diferenciado de gestão de projetos onde, por exemplo, podemos ajudar os nossos Parceiros, fornecendo consultoria para definir a melhor solução tecnológica para as necessidades do seu cliente final. Portanto sim, tal como diz, não só manteremos como iremos potenciar as áreas de especialização separadas.

 


“Acredito que temos tudo o que precisamos para continuar a crescer na direção certa: uma plataforma logística portuguesa, um serviço ao cliente competitivo, uma equipa experiente e capaz, uma oferta completa de produtos e serviços”


 

Quais são as principais áreas de foco para a Esprinet no mercado nacional?

Como disse, o enfoque no negócio de advanced solutions através da nossa marca V-Valley é fundamental. A equipa da V-Valley está concentrada no desenvolvimento do negócio cloud, onde temos uma nova plataforma online desenvolvida internamente pelo Grupo que nos está a fornecer muita atividade; na distribuição de soluções para data center e networking solutions; software, onde estamos a aumentar dia após dia a nossa gama de fabricantes; na distribuição de equipamento enterprise, ou seja, soluções de hardware profissional; e enterprise security, sendo esta uma atividade que adquiriu uma relevância muito importante nos últimos tempos e onde temos um grande portfólio e capital humano. Finalmente, estamos a desenvolver novas propostas para as áreas de auto ID/data capture e IoT, onde acreditamos poder fornecer às PME portuguesas ferramentas de produtividade que as tornarão mais competitivas.

Do ponto de vista do distribuidor generalista, distribuído através da nossa marca Esprinet, o enfoque é no desenvolvimento de negócios tradicionais de IT através do retalho e, sobretudo, de Canais profissionais, onde estamos a investir fortemente em recursos humanos para desenvolver a atividade; outra área importante para nós este ano é o desenvolvimento do negócio de acessórios e componentes, onde incorporamos uma oferta muito interessante para os nossos clientes; a distribuição de smartphones e eletrónica de consumo, o que nos traz um volume de negócios relevante e crescente.

Qual foi a área de negócio que apresentou o melhor desempenho?

É difícil destacar apenas uma, pois obtivemos um crescimento significativo em várias nos últimos três anos. Devido a todo o impacto que tivemos com a pandemia provocada pela COVID-19 nos últimos dois anos, todos os produtos relacionados com o posto de trabalho (computador portátil, monitor, impressora, acessórios) contribuíram para um grande crescimento. De igual modo, foram afetadas as necessidades das empresas nas áreas da cloud, cibersegurança e software, desencadeando o seu crescimento.

Quais são as atuais prioridades de mercado para a Esprinet?

Continuar a crescer de uma forma sustentável e a acrescentar valor aos nossos Parceiros comerciais, tanto fabricantes como clientes.

O CEO do Grupo, Alessandro Cattani, aquando da fundação da Esprinet Portugal em 2015, declarou ao IT Channel que a meta seria ficar entre os dois primeiros distribuidores em Portugal. Esta ambição mantém-se?

Mantém-se. É um objetivo a longo prazo, uma ambição derivada da nossa estratégia como distribuidor líder no sul da Europa. É natural para nós aspirarmos a uma posição relevante no ranking dos distribuidores em cada país onde desenvolvemos o nosso negócio. Estamos conscientes das dificuldades em alcançar este objetivo, mas toda a equipa de Esprinet e da V-Valley tem a tarefa de encontrar formas de alcançar esta ambição.

Para ser honesto, acredito que temos tudo o que precisamos para continuar a crescer na direção certa: uma plataforma logística portuguesa, um serviço ao cliente competitivo, uma equipa experiente e capaz, uma oferta completa de produtos e serviços e, para além de tudo isto, a determinação de oferecer a melhor experiência aos nossos clientes.

Recomendado pelos leitores

“O mercado de cibersegurança é apetecível, mas tem de evoluir bastante”
ENTREVISTA

“O mercado de cibersegurança é apetecível, mas tem de evoluir bastante”

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 87 maio 2022

IT CHANNEL Nº 87 maio 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.