2016-12-22

SEGURANÇA

Unidade de aprendizagem do LinkedIn alvo de ciberataque

Cerca de 55 mil contas foram expostas e as suas passwords tiveram de ser repostas, após o LinkedIn ter descoberto que uma entidade externa teria acedido aos dados dos utilizadores

A Lynda.com, unidade de aprendizagem que o LinkedIn adquiriu recentemente por 1,5 mil milhões de dólares, viu-se forçada a eliminar as passwords de cerca de 55 mil utilizadores após ter sido alvo de um ciberataque.

Atualmente, a rede social está a notificar cerca de 9,5 milhões de utilizadores da sua unidade de aprendizagem que não tenham as suas informações bem protegidas de modo a tomar medidas preventivas, visto que até ao momento o LinkedIn ainda não sabe se alguns dos dados roubados terão sido tornado públicos.

O hack de que a Lynda.com terá sido alvo poderá ter exposto informações dos seus utilizadores relacionadas com as competências adquiridas, contactos e cursos realizados.

Esta não é a primeira brecha da história do LinkedIn que, apesar de não ter tido a gravidade e notoriedade de hacks populares como o da Yahoo, em maio teve de restabelecer as palavras-passe dos seus utilizadores após ter sofrido outro ciberataque.

Recomendado pelos leitores

Ataques em cadeia a smartphones e tablets estão a evoluir
SEGURANÇA

Ataques em cadeia a smartphones e tablets estão a evoluir

LER MAIS

Num ano, iniciativa No More Ransom desencriptou mais de 28 mil dispositivos
SEGURANÇA

Num ano, iniciativa No More Ransom desencriptou mais de 28 mil dispositivos

LER MAIS

Novo Kaspersky Endpoint Security Cloud protege dispositivos Mac de empresas
SEGURANÇA

Novo Kaspersky Endpoint Security Cloud protege dispositivos Mac de empresas

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 39 julho 2017

IT CHANNEL Nº 39 julho 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES