2016-8-01

REDES & TELECOM

União Europeia quer 5G operacional em 2020

Num documento intitulado “5G manifesto”, a Comissão Europeia diz esperar que haja já em 2020 acesso universal a serviços 5G e manifesta a sua intenção de criar um “mercado único digital”

O documento foi assinado por algumas das maiores operadoras de telecomunicações da Europa, como a Vodafone, a Telefonica e a BT.

No “5G manifesto” a União Europeia diz esperar que em 2020 os serviços de 5G sejam comercializados, data que pode não ser assim tão fácil de cumprir. Ainda antes das operadoras começarem a construir novas torres, a própria indústria tem de chegar a acordo em relação a alguns standards, para garantir a interoperabilidade da tecnologia e que o espetro escolhido para o 5G é harmonizado por toda a Europa.  

Os signatários do documento esperam realizar ensaios independentes, em relação a várias tecnologias 5G, antes de 2018. Nesta data, a 3GPP, a organização que define os standards internacionais, finalizará as normas que definem se um telemóvel é oficialmente “5G”.

O interesse da União Europeia no 5G tem 'um' nome: mercado único digital. Para a UE, trata-se de uma das tecnologias fundamentais para acelerar a criação deste mercado, no qual a Comissão se tem mostrado bastante empenhada e pelo qual pretende diminuir as barreiras à comercialização de produtos e serviços online entre os 28 (em breve, 27...).

No manifesto, as operadoras pedem à União Europeia que destine milhares de milhões de euros ao 5G, para demonstrações das suas potencialidades em larga escala, bem como um “5G Venture Fund”, para investir em startups que estejam a experimentar diversas aplicações desta tecnologia. 

A chegada do 5G é considerada crítica para a conetividade entre dispositivos (e, por conseguinte, para a IoT) e o documento não o ignora, exemplificando diferentes aplicações para as quais deve ser considerado.  

Carros conetados e veículos autónomos, segurança pública, smart grids e saúde são mencionados como exemplos no manifesto. Isto porque o 5G poderá sair mais barato do que instalar cabos de fibra ótica.

Recomendado pelos leitores

Acabou a neutralidade!
REDES & TELECOM

Acabou a neutralidade!

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 37 maio 2017

IT CHANNEL Nº 37 maio 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES