2018-2-02

NEGÓCIOS

Lenovo cresce 6,3% no terceiro trimestre fiscal de 2017/18

A Lenovo encerrou o terceiro trimestre fiscal de 2017/18 com receitas na ordem dos 12,9 mil milhões de dólares, com um crescimento homólogo de 6,3% e de 10% face ao trimestre anterior

Durante o terceiro trimestre fiscal de 2017/18 a Lenovo conseguiu crescer nos seus principais segmentos de atuação: PC e smart devices e Data Center. A divisão Mobile Business Group, por sua vez, cumpriu as expetativas para este ano. Durante este trimestre, a Lenovo verificou um crescimento sólido nas suas receitas antes dos impostos, crescendo acentuadamente para os 150 milhões de dólares, um aumento quatro vezes superior desde o último trimestre, e um crescimento de quase 50% relativamente ao mesmo período do ano anterior.


A Lenovo atribui os seus resultados a uma “estratégia em três frentes”: liderança no seu segmento core, crescimento em setores-chave para a empresa e investimento em tecnologias emergentes. Durante o trimestre, a Lenovo conseguiu, efetivamente, crescer o número de vendas de PC, uma performance positiva nos segmentos de data center e mobile, e bons resultados em áreas de device plus cloud e infrastructure plus cloud technologies.

“A Lenovo está a acelerar a sua transformação para se tornar num líder mundial em todos os seus segmentos de negócio. Continuamos a verificar um melhoramento significativo e uma forte performance nem alguns dos setores tecnológicos do mercado mais excitantes, smart devices e data center”, comenta Yang Yuanqing, Lenovo Chairman and CEO.

No quer diz respeito ao segmento de PCs e smart devices, a Lenovo vendeu 15,7 milhões de unidades, mantendo um número estável. As suas receitas nesta área de negócio cresceram 7,6%, comparativamente com o mesmo período do ano anterior, e 10,4% face ao trimestre anterior. Em regiões como a EMEA, o crescimento foi ainda mais significativo, atingindo os dois dígitos.

O Data Center Group conseguiu atingir o maior aumento de receitas em dois anos: mais de 16,7% de crescimento homólogo, que se refletiram em 1,2 mil milhões de dólares, e mais 25,5% do que no trimestre anterior. Também nesta área de negócio a EMEA fora uma das regiões mais expressivas, com crescimento a dois dígitos.

O Mobile Business Group foi o único segmento que verificou um decréscimo. Com receitas na ordem dos 2,1 mil milhões de dólares, caiu 5% face ao mesmo período do ano anterior. Embora os resultados globais sejam de uma queda, em algumas regiões geográficas a Lenovo registou crescimento. Na Europa Ocidental, por exemplo, as vendas do fabricante cresceram homologamente 23%.

Recomendado pelos leitores

PRIMAVERA ajuda empresas a preparar-se para o RGPD
NEGÓCIOS

PRIMAVERA ajuda empresas a preparar-se para o RGPD

LER MAIS

GTI lança novo programa de fidelização
NEGÓCIOS

GTI lança novo programa de fidelização

LER MAIS

DOIS funde-se com PROEF IT
NEGÓCIOS

DOIS funde-se com PROEF IT

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 44 Fevereiro 2018

IT CHANNEL Nº 44 Fevereiro 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES