2018-1-12

NEGÓCIOS

Check Point cresce a dois dígitos pelo segundo ano consecutivo, em Portugal

O fabricante de soluções de cibersegurança registou um aumento da sua faturação entre 10 e 15%, em 2017, segundo Rui Duro, sales manager da Check Point Portugal

Rui Duro, sales manager da Check Point Portugal

A Check Point repetiu o crescimento a dois dígitos no nosso mercado — em 2016 o aumento da faturação foi de 22% e em 2017 situou-se entre os 10 e os 15%, segundo revelou o sales manager para Portugal, Rui Duro, durante um encontro com os media. O último trimestre do ano passado foi o melhor de sempre no nosso mercado para o fornecedor de soluções de cibersegurança. Apesar de 60% das receitas advirem da venda de appliances de firewall, o core business da Check Point, as áreas de negócio em que o fabricante está focado são a mobilidade, a Internet of Things e a cloud — a venda de soluções de segurança na cloud pública tem sido uma das áreas em crescimento.

Resultados que satisfazem em grande medida o responsável da Check Point, porque a empresa foi obrigada a reorganizar-se em 2017, após a saída de dois elementos, a meio do ano, o que acabou por se traduzir numa perda de metade da equipa em Portugal e que levou a Check Point a reforçar a sua equipa comercial com três novos major account managers e três security engineers. “As saídas levaram à redefinição do negócio. Só tínhamos um security engineer e agora temos três”, destacou Rui Duro.

A Check Point também investiu na contratação de um comercial no Porto, dedicado a desenvolver o Canal na região norte e a conquistar mais clientes. A Norte, o fabricante  conta agora com 10 Parceiros certificados, apesar de a empresa ter já realizado negócio com mais de 60. De acordo com Rui Duro, o negócio a Norte tem tido uma evolução muito positiva. “Ter uma pessoa dedicada permitiu-nos criar influência no Canal, a Norte. Os Parceiros têm um papel fundamental para o bom desempenho de um fabricante, pela sua capacidade de influência no mercado”.

Segundo Rui Duro, o mercado ainda não regressou aos números de 2010 e só a partir de 2019 deverá registar crescimento acentuado. O sales manager disse ainda que só este ano é que as empresas de tecnologia vão "ganhar dinheiro" com o RGPD.

 

Recomendado pelos leitores

A importância da Comunicação Integrada de Marketing
NEGÓCIOS

A importância da Comunicação Integrada de Marketing

LER MAIS

As tendências de negócio no Canal
NEGÓCIOS

As tendências de negócio no Canal

LER MAIS

Bússola Tecnológica para 2018
NEGÓCIOS

Bússola Tecnológica para 2018

LER MAIS

IT CHANNEL Nº43 Dezembro de 2017

IT CHANNEL Nº43 Dezembro de 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES