2016-12-21

HARDWARE

Vendas de dispositivos de VR e AR devem acelerar até 2020

De acordo com a IDC, deverá registar-se um crescimento 103% até 2020 das vendas de dispositivos de Realidade Virtual (Virtual Reality, VR) e Realidade Aumentada (Augmented Reality, AR)

O novo tracker da IDC, programa de investigação direcionado ao mercado da VR e da AR, divulgou dados relativos ao mercado OEM no que diz respeito ao terceiro trimestre de 2016 e abrange uma série de produtos, tecnologias e geografias. Além de ter analisado o Q3 de 2016, a IDC utilizou os seus dados para dar a conhecer as suas previsões para os próximos anos relativamente a este mercado.

“É com grande satisfação que agora somos capazes de publicar uma base de dados robusta que cobre os mercados de AR e VR. As equipas têm vindo a trabalhar sobre as tecnologias de AR e VR há dois anos, e conseguir finalmente mostrar os resultados é gratificante”, refere Ryan Reith, program vice president.

A DC prevê que, até 2020, as vendas de dispositivos de AR e RV cresçam 103,3%, que se traduzirá em 76 milhões de unidades vendidas. Este crescimento deve-se, sobretudo, aos preços cada vez mais acessíveis destes equipamentos.

No entanto, no que diz respeito à AR, poderá existir um momento de estagnação, à medida que mais tecnologias acessíveis entrarão no mercado.

Atualmente, os  dispositivos contemplados são os visualizadores de VR que se adaptam aos smartphones, tais como o Samsung Gear VR, os head-mounted displays (HDM) e os HDM únicos, como os HoloLens da Microsoft.

“O ano de 2016 foi um ano de definição para a AR, à medida que milhares de consumidores começaram a jogar Pokemon Go e, no que diz respeito à parte comercial, developers e até mesmo empresas finalmente começaram a poder utilizar o HoloLens da Microsoft”, indica Jitesh Ubrani, senior research analyst, IDC Mobile Device Trackers. “A AR pode estar em vias de ser o condutor da mudança na computação, de tal modo que conseguirá rivalizar com o smartphone. Contudo, a tecnologia ainda não está totalmente apurada e tem um longo caminho a percorrer até ser adotada em massa”.

A IDC sublinha ainda que, embora se preveja que a AR represente uma maior oportunidade de negócio a longo prazo, será a VR que deterá a maior fatia das vendas no próximo ano. “Este ano verificámos um elevadonúmero de lançamentos de produtos de VR por parte de players-chave do mercado como a Oculus, a HTC, a Sony, a Samsung e a Google. Nos próximos 12 meses veremos um número crescente de fabricantes de hardware a entrar no mercado, com produtos que vão desde os visualizadores para smartphones até HDMs. O mercado de VR e AR está a mostrar-se promissor e será entusiasmante assistir à sua evolução”, refere Tom Mainelli, program vice president, Devices & AR/VR.

Recomendado pelos leitores

O PC de 10€ agora com conetividade wireless
HARDWARE

O PC de 10€ agora com conetividade wireless

LER MAIS

Konica Minolta e MGI lançam solução de impressão
HARDWARE

Konica Minolta e MGI lançam solução de impressão

LER MAIS

Canon Europe lança novos equipamentos de grande formato
HARDWARE

Canon Europe lança novos equipamentos de grande formato

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 35 março 2017

IT CHANNEL Nº 35 março 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES