2016-11-29

HARDWARE

Mercado de tablets liderado por dispositivos dois-em-um para o mercado profissional

O mercado de tablets está a registar duas realidades opostas: a venda de tablets tradicionais permanece em contração, as vendas de tablets híbridos conseguiram um sólido crescimento de 48%, impulsionado por uma maior penetração no mercado empresarial

Segundo os dados da IDC, o mercado de tablets na Europa Ocidental durante o terceiro trimestre registou 8,2 milhões de unidades vendidas, uma queda de 6,7% face ao mesmo período do ano passado. Contudo, embora o resultado não tenha sido positivo, superou as expetativas, muito devido à penetração que os dois-em-um estão a conseguir obter no mercado profissional.

Os tablets dois-em-um registaram um crescimento de 48,4% face ao Q3 de 2015, enquanto o segmento de tablets profissionais aumentou 13,1%. O segmento profissional é o grande impulsionador e está a conduzir a um aumento de preços dos híbridos, que são os dispositivos que registam maior interesse por parte dos profissionais.  

Deste modo, a IDC avança que o número de dispositivos comercializados na região com valores acima de 600€  aumentou 66,7%, representando 10,6% do mercado total de tablets.

O valor total do mercado cresceu 4,8%, alcançando 2,5 mil milhões de euros, apesar da queda a nível de unidades vendidas.

“A penetração cada vez maior dos dois-em-um, sobretudo no segmento corporativo, está a aumentar o valor do mercado de tablets, apesar da diminuição de unidades vendidas”, refere Daniel Gonçalves, analista de investigação de PCs da IDC Europa Occidental. “A oferta disponível no mercado continua a crescer, juntamente com os interesses das empresas por estes dispositivos. Como resultado, os dois-em-um, particularmente aqueles cujo rendimento e segurança cumprem com as exigências empresariais, estão a ganhar tração e estão a impulsionar a procura por dispositivos de gama alta”.

Deste modo, os dois-em-um continuam numa trajetória de crescimento, com 21,9% do total de tablets vendidos no Q3 de 2016 na Europa Ocidental, uma categoria liderada pela Apple e pela Microsoft, que em conjunto detêm 46,4% dos híbridos comercializados.

Ao mesmo tempo, os tablets tradicionais sofreram uma contração na ordem de 15,5%, sendo que desta percentagem 10,8% pertencem ao mercado de consumo.

No que diz respeito aos sistemas operativos, o Android continua a dominar, com uma quota de mercado na ordem de 64,9%, seguido do iOS e Windows, que detêm 21,9 e 12,2%, respetivamente.

Ainda assim, a Apple é o fabricante que domina o segmento de consumo, seguida pela Samsung, que diminuiu gradualmente a sua oferta de baixa gama, o que teve um impacto direto na sua presença no mercado em termos de quota. A Lenovo completa o pódio e, inclusivamente, ampliou a sua oferta de tablets tradicionais e de híbridos de modo a aguentar os seus resultados.

Recomendado pelos leitores

CES 2017: Dell revela o primeiro laptop com carregamento wireless
HARDWARE

CES 2017: Dell revela o primeiro laptop com carregamento wireless

LER MAIS

Vendas de dispositivos de VR e AR devem acelerar até 2020
HARDWARE

Vendas de dispositivos de VR e AR devem acelerar até 2020

LER MAIS

CES 2017: HP lança EliteBook x360, com autonomia superior a 16 horas
HARDWARE

CES 2017: HP lança EliteBook x360, com autonomia superior a 16 horas

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 33 dezembro 2016

IT CHANNEL Nº 33 dezembro 2016

VER EDIÇÕES ANTERIORES