Isabel Pereira em 2017-10-02

EVENTOS

jp.di Summit 2017: a transformação digital em debate

A Casa da Cultura de Ílhavo recebeu na passada sexta-feira, dia 29 de setembro, a conferência dedicada à tecnologia profissional, organizada pela jp.di (Unidade de Negócio da Distribuição do jp.group). O certame contou com 600 participantes e com a presença de 60 marcas de tecnologia.

Pela primeira vez num formato que aliou as vertentes de exposição e conferência, o jp.di Summit teve como objetivo “juntar toda a cadeia de valor do mercado de tecnologia em Portugal, em torno do tema da transformação digital”, destacou o diretor geral da jp.di Ricardo Ferreira, em entrevista ao IT Channel. “Queremos contribuir ativamente para que os nossos clientes conheçam os desafios e oportunidades deste momento da evolução tecnológica”, reiterou.

Desafios e oportunidades estiveram mesmo no centro da primeira comunicação da manhã, a cargo de Pedro Oliveira, diretor da Exame Informática. O orador destacou especificidades de Portugal, como a localização geográfica, a situação económica ou as estruturas organizacionais, que constituem obstáculos a ultrapassar, ou mais-valias, para as empresas do setor tecnológico.

Durante o dia, sucederam-se intervenções de algumas das principais marcas mundiais representadas no evento. Intel, Asus, Tsunami, Lenovo, Samsung, Microsoft, Jolera e Barracuda apresentaram os seus argumentos para o mercado, em diferentes vertentes da transformação digital como cibersegurança, IOT, mobilidade e comunicação.

Houve ainda espaço para Gonçalo Gil da Mata, autor do livro “Ainda não tive tempo”, inspirar os presentes com uma comunicação sobre gestão de tempo e produtividade pessoal para a excelência no negócio; e para Diogo Dantas da Cunha apresentar a ClicInvest, um novo negócio digital baseado numa plataforma de financiamento colaborativo.

O jp.di Summit 2017 terminou com um debate moderado por Martim Silva, diretor executivo do Expresso, que juntou Jorge Sá Couto (chairman do jp.group), Carlos Clerencia (country manager da Intel), Hélder Bastos (country manager da Asus Portugal), Maria de Lurdes Carvalho (vice presidente da Schneider Electric), Pedro Miguel Fernandes (responsável pelo departamento de IT & Mobile da Samsung Portugal), Paula Panarra diretora geral da Microsoft Portugal) e Rui Silva (channel manager da Huawei), para discutir o impacto da transformação digital em Portugal.

A necessidade de mudar mentalidades nas empresas, para acompanhar a evolução da sociedade, os desafios que se colocam em termos de legislação para proteção de dados, assim como as potencialidades do país para se colocar na dianteira do mercado tecnológico e digital, foram alguns dos temas em destaque.

No final, Ricardo Ferreira despediu-se com uma mensagem de otimismo para o Canal: “há que aproveitar este momento para apostar no desenvolvimento de competências e não ter receio da mudança”. O diretor geral da jp.di revelou ainda que a próxima edição do jp.di Summit vai realizar-se a 21 de setembro de 2018, em Coimbra.

Na dição de outubro, o IT Channel publica uma reportagem do jp.di Summit

Recomendado pelos leitores

Maior evento de Canal na Europa arrancou hoje em ambiente de grande otimismo
EVENTOS

Maior evento de Canal na Europa arrancou hoje em ambiente de grande otimismo

LER MAIS

O presente e o futuro do Canal na era da DX
EVENTOS

O presente e o futuro do Canal na era da DX

LER MAIS

IDC Directions 2017: metade do PIB mundial será
EVENTOS

IDC Directions 2017: metade do PIB mundial será "digitalizado" dentro de quatro anos

LER MAIS

IT CHANNEL Nº41 Outubro de 2017

IT CHANNEL Nº41 Outubro de 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES