Tech Data e HPE – Advertorial em 2017-12-28

A FUNDO

HPE ProLiant GEN10, a geração de servidores mais segura de sempre

Com a décima geração ProLiant, a HPE introduz no mercado os servidores mais seguros da sua história e da indústria

Os Proliant Gen10 estão equipados com a nova família de processadores da Intel, os Xeon Scalable, para uma maior capacidade de resposta às necessidades de processamento trazidas pela transformação digital. A nova família de servidores da HPE responde às principais necessidades das empresas: agilidade, controlo de custos e uma incomparável segurança. Uma das principais preocupações, num mundo em que a cloud híbrida é uma realidade crescente, prende-se com um deployment mais simples e rápido das soluções, uma redução na latência e um aumento na performance. A Tech Data distribui a décima geração da família HPE ProLiant, permitindo que as empresas se adaptem facilmente e rapidamente o seu IT às constantes exigências do negócio.

Compromisso com a proteção do negócio

Com a nova geração de servidores ProLiant, a HPE assumiu um compromisso com uma proteção robusta dos negócios. O fabricante imprimiu parâmetros de segurança no próprio silicone — com a tecnologia Silicon Root of Trust, a HPE estabeleceu um elo entre o processador de silicone e o firmware, que impede que os servidores executem código de firmware comprometido. A proteção está embutida no chip, o que significa que a HPE é o único fabricante do mercado que detém o controlo quer do chip de silicone quer do firmware do servidor. O novo design de segurança inclui encriptação de última geração e tecnologias de deteção de intrusão ao nível do chassis. Mais: assim que o servidor é ligado, o firmware é executado e começa imediatamente à procura de uma “impressão digital” que assegura que o código de firmware é válido e não está comprometido.

Gestão simplificada

A HPE integrou na linha ProLiant Gen10 a HPE Integrated Lights-Out (iLO), solução de gestão que se diferencia por assegurar três princípios elementares da gestão de servidor – configuração, monitorização e gestão remota. O novo firmware HPE iLO5 traz diversas melhorias ao nível da simplificação das operações – reduz, por exemplo, as janelas de manutenção com atualizações executadas de forma eficiente com o menor impacto possível sobre a produção, assegurando ainda um roll back fácil em caso de problemas.

Aplicações executadas mais rapidamente

Os novos servidores vêm ainda equipados com memória persistente escalável (HPE Scalable Persistent Memory), que permite executar uma computação in-memory mais ampla, com persistência (terabytes, ao invés de gigabytes, com NVDIMMs). Isto significa uma aceleração da utilização das aplicações especificamente de servidor. Na prática, é possível acelerar aplicações para armazenamento e caching, reduzir os custos das transações em workloads sensíveis à latência e executar o deployment de maiores conjuntos de dados, com um custo mais acessível. Deste modo é possível ter acesso, a partir de grandes pools de memória, a insights valiosos para o negócio. Em servidores ProLiant Gen10 selecionados a HPE incluiu o Intelligent System Tuning, software que facilita a gestão da infraestrutura on-premises ao adequar a cada momento a performance dos servidores às necessidades dos workloads.

Adquirir com Windows Server HPE ROK

Os HPE ProLiant beneficiam em grande medida de uma integração com o Windows Server ROK, customizado especificamente para os servidores ProLiant, através de uma parceria entre a HPE e a Microsoft. O HPE ROK é a licença de sistema operativo mais acessível do mercado, do ponto de vista financeiro, mantendo em simultâneo todas as funcionalidades e benefícios dos outros modelos de comercialização existentes. Todos os servidores HPE têm uma licença HPE ROK adequada, comercializada como opção, que assegura não apenas uma perfeita funcionalidade do sistema, mas também uma maior rentabilidade para o negócio. O HPE ROK está ainda testado e certificado para o hardware HPE, ao incluir as últimas versões de controladores e as ferramentas que facilitam a instalação.

Optar pelo Windows Server 2016 significa reduzir consideravelmente o risco, através de múltiplas layers de segurança adicionadas ao próprio sistema operativo, e os custos com storage – o sistema operativo possibilita armazenamento definido por software. O Windows Server 2016 foi ainda desenhado para facilitar a transição para a cloud, já que inclui Hyper-V, o mesmo hipervisor utilizado em Azure. Ao nível das aplicações, a grande vantagem reside na possibilidade de utilizar containers para um rápido desenvolvimento e deployment on-premises ou na cloud.

 

 

Advertorial

Artigo produzido por Tech Data

Recomendado pelos leitores

Micro Data centers, sinónimo de controlo e proteção do negócio
A FUNDO

Micro Data centers, sinónimo de controlo e proteção do negócio

LER MAIS

Centros de Dados do futuro: a IoT impulsiona os Micro Data Centers para computação de proximidade
A FUNDO

Centros de Dados do futuro: a IoT impulsiona os Micro Data Centers para computação de proximidade

LER MAIS

Transformação Digital
A FUNDO

Transformação Digital

LER MAIS

IT CHANNEL Nº43 Dezembro de 2017

IT CHANNEL Nº43 Dezembro de 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES